Sabia que a pele do rosto pode mudar conforme a época da vida?


Se a sua pele mudou e você não entende o porquê, saiba que as mudanças podem acontecer de acordo com a época da vida


Você já teve a sensação que, de uma hora para outra, sua pele mudou da água para o vinho? Essas alterações, sejam elas boas ou ruins, podem sim acontecer. E a explicação para essas surpresas pode estar relacionada à sua rotina e fase da vida.


Isso mesmo, assim como outras partes e órgãos do corpo, a pele pode ser impactada por nossas decisões diárias, por alterações hormonais e muitas outras mudanças que acontecem ao longo da vida. Por isso, separamos abaixo em quais épocas da vida as mudanças na pele do rosto podem acontecer.


Puberdade: se existir predisposição genética, a chegada à adolescência pode ser marcada por diferentes - e intensas - alterações hormonais, que resultam em diferentes mudanças no corpo, incluindo a pele. Nesta fase não é incomum ouvir reclamações sobre mais oleosidade, bem como espinhas e cravos. Mas é importante saber que esses incômodos tendem a passar após um determinado período.


Além disso, outros cuidados essenciais são: não estourar cravos e espinhas para impedir inflamações e manchas, bem como evitar o uso de maquiagem.


Gravidez: assim como no caso anterior, os responsáveis pelas mudanças que acontecem durante a gestação são os hormônios. Mas aqui, as mulheres podem notar diferentes alterações na pele como um todo e não só no rosto, que pode apresentar como principais ocorrências manchas e espinhas.


O que fazer? É fundamental procurar o dermatologista para tratar essas ocorrências, uma vez que nem todo tipo de produto pode ser utilizado por grávidas e lactantes.


Estresse: estar naquela semana de provas na faculdade, passar por um término de relacionamento ou ter alguma pressão no trabalho são exemplos de fatores estressantes do dia a dia. Mas você sabia que o estresse excessivo também pode se refletir na pele?


Geralmente, quem tem a rotina muito estressante pode notar a pele mais oleosa ou muito ressecada, com descamação, poros dilatados e vermelhidão. Isso acontece porque o corpo libera hormônios que impactam a imunidade, tornando a pele mais propensa a uma série de alterações incômodas.


O que fazer? Para contornar os efeitos indesejados, a dica é controlar o estresse. Para isso, identifique o que pode ficar mais leve em sua rotina, faça pausas, medite e não se esqueça dos exercícios físicos.


Alimentação inadequada: consumir carboidratos, açúcares e frituras em excesso pode causar alterações na pele, favorecendo o aparecimento de cravos e espinhas, além de acelerar o envelhecimento da pele.


O que fazer? A alimentação balanceada é a melhor forma para se tornar mais saudável, sendo assim, a pele também se beneficia de verduras, frutas e legumes. Mas outro ponto fundamental é não se esquecer da hidratação de dentro para fora e incluir o consumo de água na rotina.


Condições de saúde: estresse crônico, hipotireoidismo e outros quadros de saúde podem impactar a pele do rosto, deixando-a mais ressecada ou mais oleosa, por exemplo. Por esse motivo é importante estar atento aos sinais que o corpo nos mostra.


O que fazer? Ao notar qualquer sintoma, o médico deve ser procurado para investigar e tratar as causas.


Fonte: minha vida



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo