6 cuidados básicos e essenciais para os pés


Hábitos simples de cuidado garantem pés saudáveis e bonitos


Você tem cuidado dos seus pés? Se a sua resposta foi negativa, atenção! Com a correria do dia é comum lembrar de cuidar daquilo que observamos com maior frequência, como a pele do rosto ou os cabelos - e esquecer dos pés. Para ajudar, conversamos com a dermatologista Regislaine Souza Miquelin e listamos formas simples e práticas para manter os cuidados com os pés em dia. Confira:


Saiba como cuidar dos pés


1. Higienize os pés


Durante o banho, lave muito bem os pés com água e sabão para eliminar as bactérias acumuladas na superfície. Utilize uma bucha natural para facilitar a remoção de resíduos e de pele morta e, se possível, opte por um sabonete hidratante. Para complementar a higienização, o uso dos desodorantes para pés também é interessante, pois são ótimos aliados para manter os pés frescos e com a produção de suor controlada.


2. Seque os pés corretamente

Logo após o banho, é preciso secar os pés muito bem - principalmente nos espaços entre os dedos. O ideal é utilizar uma toalha fina, seca e limpa para evitar que a região permaneça úmida por muito tempo, o que favorece o aparecimento de micoses e frieiras.


3. Hidrate a região


O hábito deve ser diário e praticado logo após o banho, quando a pele ainda está mais receptiva para absorver os produtos. A hidratação é essencial para manter os pés bonitos, evitar ressecamento e rachaduras que podem causar dor nos pés e até problemas na coluna. Opte pelos cremes hidratantes especiais para os pés com fórmulas que contenham ativos como ureia, glicerina e manteiga de karité.


4. Cuide das unhas


As unhas também merecem cuidados e devem ser cortadas a cada 15 dias, sempre de forma reta, sem arredondar os cantos para não correr o risco de encravar. Nas idas ao salão de beleza, sempre leve consigo seu próprio material como alicate, tesoura, lixa e palito, evitando assim o risco de contaminação por fungos e bactérias.


5. Escolha o sapato ideal


Calçados fechados acabam por deixar os pés úmidos e quentes, o que favorece o mal cheiro e a proliferação de fungos e bactérias. Por isso, utilize esses calçados pelo menor tempo possível e opte pelas opções abertas e mais arejadas. Escolha sapatos com palmilhas macias e evite os modelos com saltos e bicos finos.


6. Cuidado com as lixas


As lixas de pés são ótimas para diminuir calosidades, rachaduras e ressecamentos. Contudo, quando usadas em excesso, elas podem promover o efeito inverso. O corpo entende que a lixa é algo agressivo e estimula a produção intensa e espessa de pele para compensar o lixamento. Por isso, faça uso de lixa nos pés no máximo uma vez a cada duas semanas.


Fonte: minha vida

4 visualizações0 comentário