Menu Rápido
Orçamento Rápido
Endereços e Contatos

Orçamentos: farmacia@cedroni.com.br

 

11 2764.3700 | 11 3277-3753

WhatsApp 11 99350-7997

0800 7733 700

 

Consultoria Técnica Farmacêutica

11 2764-3747

farmaceutica@cedroni.com.br

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram

Copyright © 2019 - Todos os Direitos Reservados - Farmácia Cedroni - Desenvolvido por Acasadearte 

Como escolher o melhor azeite de oliva? Nutri explica

Fatores como a acidez e a oxidação afetam a qualidade do azeite de oliva; entenda como identificar



O azeite de oliva costuma ser recomendado como uma alternativa mais saudável a óleos como o de girassol ou de soja. Mas qual tipo azeite de oliva é o mais apropriado? A nutricionista Ana Paula Gava explica que eles podem trazer benefícios à saúde por trazerem gorduras boas, porém precisam ser utilizados e escolhidos da maneira correta.


Qual o melhor azeite


O azeite de oliva mais indicado para consumo é o extravirgem, que tem acidez próxima a 0,8%. Isso acontece quando a oliva passa apenas por uma prensagem. Ele é rico em gordura insaturada, o ômega 9, que está relacionada à saúde do coração e também à diminuição do colesterol. Além disso, também apresenta propriedades antioxidantes e polifenóis.


Como escolher azeite


Além da escolha do tipo de azeite, sendo os mais adequados o virgem e o extravirgem, alguns outros fatores precisam ser analisados na hora da compra do azeite. As principais indicações da nutricionista Ana Gava são relacionadas a cuidados para selecionar um azeite que não tenham sofrido oxidação e perdido nutrientes, sendo elas:


Procurar um azeite com embalagem de vidroProcurar um azeite com embalagem escuraEscolher azeite no fundo da prateleira, evitando um frasco exposto ao SolEvite azeites combinados (que misturam outros óleos e o de oliva)


Azeite para salada


O azeite extravirgem acaba sendo o melhor azeite para salada, já que carrega mais nutrientes e propriedades benéficas e mantém completamente suas propriedades. Nas saladas ele mantém todas as propriedades antioxidantes, o que não acontece quando é aquecido.


Azeite para cozinhar


Uma boa opção para dourar e aquecer alimentos é o azeite virgem, que tem uma taxa de acidez de cerca de 1%. Esse tipo de azeite surge quando a oliva passa por uma segunda prensa no processo de fabricação. Assim, ele acaba perdendo parcialmente as propriedades, mas não todos os benefícios, sendo melhor aproveitado.


"Você estaria desperdiçando o azeite extravirgem, porque ele vai perder parte do potencial quando aquecido. O azeite virgem é mais barato e serve para o trabalho", explica a nutricionista consultada para a matéria, Ana Paula Gava. No entanto, ela ainda frisa a importância de não utilizar o azeite para fritar alimentos, "apenas para dourar e aquecer mesmo".


Fritar com azeite é errado?


Não é indicado usar azeite de oliva para fritar comida. Isso porque a gordura insaturada do óleo de azeite se transforma em gordura saturada e perde os seus efeitos positivos para a saúde cardíaca e ao colesterol. "Por isso, o azeite de oliva também nunca deve ser aquecido acima de 175ºC", afirma a nutricionista Ana Paula Gava


Gorduras boas


Gordura: saturada, insaturada, trans; qual incluir na dieta?

Abacate: benefícios para a saúde e como incluir na dieta


Fonte: minhavida

3 visualizações