Formigamento no couro cabeludo: conheça as causas do sintoma


Doenças, uso de remédios e produtos agressivos podem provocar incômodos na cabeça; saiba como evitá-los


A sensação de formigamento no couro cabeludo não é algo assim tão incomum e pode ser um desconforto que nem todo mundo presta muita atenção. Entretanto, este sinal é, muitas vezes, um indicativo de que algo não está bem na pele, nos cabelos ou até mesmo no organismo de forma geral.


As causas desse sintoma podem ser diversas, englobando desde doenças na pele até o uso de produtos químicos agressivos ou medicações específicas. Por isso, é importante analisar se o formigamento vêm acompanhado de outros sinais para saber como se livrar deste incômodo.


Confira a seguir as principais causas do formigamento no couro cabeludo. E lembre-se: sempre busque as orientações de um médico especialista para ter o diagnóstico correto e iniciar o melhor tratamento para seu caso.


Causas de formigamento no couro cabeludo


Por vezes, o formigamento no couro cabeludo pode surgir pela simples falta de lavagem dos cabelos. Porém, em outros casos, pode ser resultado de uma doença de pele, como dermatites ou micose. Veja algumas possibilidades:

Doenças


Em geral, sintomas no couro cabeludo não devem ser ignorados, pois podem ser indicativos de doenças de pele - algumas mais simples, como sudorese excessiva e excesso de oleosidade, e outras que demandam atenção e precisam de um tratamento específico, como:

Outras condições como fibromialgia, estresse, ansiedade, danos nos nervos e enxaqueca também podem causar sensação de formigamento no couro cabelo. Portanto, associar o desconforto a outros sinais é fundamental para determinar um diagnóstico.


Remédios


Além destas condições de saúde, existem alguns remédios, entre anti-inflamatórios e queratolíticos (como ácido salicílico, usado para controlar a descamação na cabeça), que podem ter como efeito colateral a parestesia - nome técnico da sensação de formigamento.


Entretanto, este sintoma costuma ser temporário e não há necessidade de parar com a medicação. Caso o efeito se prolongar ou estiver associado a outro sintoma, é importante consultar um médico o quanto antes.


Produtos químicos agressivos


O formigamento no couro cabeludo também pode ser resultado de um processo irritativo ou imunológico inflamatório, como explica a dermatologista Carla Bortoloto. Dentre os motivos, está o uso de produtos que possuem substâncias abrasivas, que causam ressecamento, irritação e até alergia, como:

  • Tinturas permanentes

  • Descolorantes

  • Ativos alisadores (como aqueles usados na escova progressiva)

  • Produtos com conservantes em sua formulação

  • Fragâncias em shampoos e condicionadores

Além do formigamento, a lavagem incorreta dos cabelos também pode desencadear outros problemas no couro cabeludo. "Os resíduos de shampoos, condicionadores e outros produtos nos cabelos, que permanecem devido ao enxágue incorreto, podem causar coceira e irritação na região, sendo que tende a afetar principalmente pessoas que possuem pele sensível", explica a dermatologista Kédima Nassif.


Formigamento na cabeça: o que fazer?


As médicas dermatologistas Carla Bortoloto e Veridiana Abud apontam o que deve ser feito para diminuir a sensação de formigamento no couro cabeludo. Entre as principais ações, estão:

  • Lavar os cabelos com certa frequência

  • Usar água morna para lavar os cabelos, nunca água quente

  • Evitar o uso de fontes térmicas muito perto do couro cabeludo

  • Não aplicar condicionador ou máscara na raiz

  • Usar a quantidade certa de shampoo (uma moeda de um real na palma da mão)

  • Sempre enxaguar bem os cabelos

Além destes cuidados, a tricologista Kédima Nassif também explica que é importante optar pelo uso de produtos que não contenham fragrâncias ou componentes químicos agressivos e irritantes em sua composição, como álcool, parabenos, ftalatos e sulfatos.


Sua recomendação é sempre conferir a embalagem dos produtos. Outra dica é utilizar um shampoo antirresíduos semanalmente para remover o acúmulo de substâncias nos fios, que pode irritar o couro cabeludo.


Quando procurar um dermatologista


De acordo com a dermatologista Carla Bortoloto, toda alteração de pele deve ser avaliada por um médico desde o início dos primeiros sintomas. "Quanto antes o tratamento for iniciado, menor as chances de desencadear problemas futuros, como queda de cabelos ou a piora do quadro inflamatório", explica.


Para avaliar a saúde do couro cabeludo, a recomendação da médica Veridiana Abud é fazer um exame de pele uma vez ao ano. Como o formigamento no couro cabeludo pode ter diversas causas, apenas um profissional pode avaliar os sintomas, diagnosticar e indicar o tratamento mais adequado.


Dentro dos tratamentos, Abud destaca os principais cuidados terapêuticos. "O tratamento depende da intensidade dos sintomas e podemos usar desde shampoo neutro ou com agentes calmantes até shampoo com corticóides, que deve ser prescrito pelo médico", explica.


Fonte: minha vida

0 visualização
Menu Rápido
Orçamento Rápido
Endereços e Contatos

Orçamentos: farmacia@cedroni.com.br

 

11 2764.3700 | 11 3277-3753

WhatsApp 11 99350-7997

0800 7733 700

 

Consultoria Técnica Farmacêutica

11 2764-3747

farmaceutica@cedroni.com.br

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram

Copyright © 2019 - Todos os Direitos Reservados - Farmácia Cedroni - Desenvolvido por Acasadearte